14/05/2020 - 17:05h - 100

Relatório da SVS aponta mais de 6,5 mil ações do órgão no combate ao coronavírus

Órgão realiza diariamente ações no Aeroporto de Macapá e nos comércios de Macapá, Santana e Laranjal do Jari
Relatório da SVS aponta mais de 6,5 mil ações do órgão no combate ao coronavírus

A Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) vem trabalhando desde o início da pandemia, através do seu Centro de Operações Especiais de Emergência em Saúde Pública (Coesp), com ações de controle e de fiscalização sanitária de ambientes públicos de livre circulação da população. 

Nas ações do Coesp foram realizados 5.632 atendimentos no Aeroporto de Macapá, onde 3 casos eram suspeitos; no porto hidroviário de Santana foram atendidas 454 pessoas e 2 casos suspeitos; e pelo tele-atendimento foram realizadas 470 chamadas. Nas ações presenciais eram realizadas aferição da temperatura, medição da pressão arterial e aferição do oxigênio no sangue. Ao todo, as ações somam 6.556 atendimentos.

O Laboratório Central (Lacen), vinculado a SVS, recebeu mais de 5 mil amostras de exames para análise, onde 3.084 delas testaram negativo e 2.671 positivo.

Dentre as ações efetuadas pelo Coesp, estão:

  • Fiscalização de estabelecimentos comerciais
  • Aeroportos Internacional de Macapá e balneários
  • Divulgação e conscientização sobre o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI's)
  • Combate e prevenção através de carros-som
  • Fiscalização do uso de EPI'S por profissionais da saúde e demais setores essenciais
  •  Desinfecção de ambientes públicos como hospitais, Unidades de Pronto atendimento (UPA's) e feiras ao ar livre.

Para o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia, o Centro vem tendo uma boa atuação no estado, em diferentes frentes.

"O Coesp atua na defesa civil, na área clínica, sanitária, boletim epidemiológico, dentre outras. Isso quer dizer que são diversas frentes de atuação em todo o estado, para que nós possamos monitorar a epidemia e tentar, sem medir esforços, enfrentar a doença", afirma Dorinaldo.

As ações aconteceram nos municípios de Macapá, Santana e Laranjal do Jari, e contaram com uma força tarefa entre a SVS, a Polícia Militar do Estado do Amapá (PM-AP), Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amapá (CBM-AP), Polícia Civil do Amapá (PC-AP), Ministério Público do Amapá (MP-AP), além das prefeituras dos municípios onde aconteceram as ações.