29/06/2020 - 22:06h - 130

Estado e municípios discutem reforço no tratamento de covid-19 e medidas restritivas na retomada do comércio

Videoconferência aconteceu na quarta-feira, 24, e apresentou o último relatório epidemiológico sobre a situação atual da pandemia no Amapá.
Estado e municípios discutem reforço no tratamento de covid-19 e medidas restritivas na retomada do comércio

O Governo do Estado e prefeituras alinharam na quarta-feira, 24, os protocolos adotados na retomada do comércio e em tratamento precoce com pacientes de covid-19, que incluem a oferta de medicamentos e o acompanhamento técnico para evitar agravamentos da doença.

Durante o encontro, que ocorreu através de videoconferência, a Secretaria da Saúde (Sesa) e a Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) apresentaram o relatório epidemiológico da última semana – encerrada na segunda-feira, 22 –, foi discutida ainda o reforço das medidas de restrições e o cumprimento das condicionantes de controle do vírus e de assistência para a retomada de atividades econômicas, reforço ao protocolo terapêutico precoce e profilaxia aos familiares de infectados.

O governador do Amapá, Waldez Góes, destacou o protocolo terapêutico feito de forma antecipada com pacientes e também com os comunicantes de casos confirmados.

“Além da administração do atendimento precoce, o protocolo terapêutico inclui a visita domiciliar de equipes técnicas para iniciar um acompanhamento com a oferta de medicação para familiares do paciente, que é a profilaxia”, explicou Góes.

Retomada do comércio

Outro ponto destacado na reunião foram os protocolos necessários para a retomada de atividades econômicas. Atualmente, apenas Macapá, Laranjal do Jari e Santana iniciaram o processo gradual em setores privados não essenciais.

Após as orientações repassadas durante a videoconferência, prefeitos e representantes municipais puderam apresentar as principais necessidades que enfrentam e dúvidas sobre os protocolos de tratamento, assim como medidas para o retorno das atividades do comércio.

As equipes de Saúde e Segurança Pública do Governo do Amapá analisaram as dificuldades apresentadas pelos municípios e ofertarão assessoramento e assistência.

Segundo o govenador, a orientação principal ainda é o isolamento social. Ele reforça que para a possível flexibilização nos municípios é necessário levar em consideração os índices de ocupação de leitos, transmissão e óbitos.

Ainda de acordo com o chefe do Executivo estadual, a atualização de dados dos municípios auxiliará o governo a acompanhar a situação local, para assim poder intervir para a suspensão das atividades econômicas, caso seja necessário.

“Nós temos três meses de uma guerra que tivemos conquistas, mas ainda não vencemos. Então não baixaremos a guarda. Vamos manter os planejamentos, orientações científicas e medidas preventivas e assistenciais”, finalizou o governador.