29/06/2020 - 22:06h - 9

Covid-19: ação leva medicamentos e prevenção à aldeias de Oiapoque

Foram realizados ainda atendimentos ambulatoriais e encaminhamento para unidades de saúde especializadas.
Covid-19: ação leva medicamentos e prevenção à aldeias de Oiapoque

Desde o dia 22 de junho as aldeias do município de Oiapoque estão recebendo uma ação conjunta do Governo do Amapá e Distrito Sanitário Especial Indígena do Amapá e do Pará (Dsei) para orientação, combate e prevenção à covid-19 nos povos indígenas.

A ação conta com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de saúde da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) e da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), que foram divididos em 5 equipes para cobrir as 57 aldeias da região.

Localizada há duas horas de voadeira da sede do município de Oiapoque, a aldeia de Uahá abriga mais de 200 indígenas, que tiveram atendimentos e orientações sobre a prevenção da doença. Os casos que têm diagnóstico clínico positivo para o vírus receberam o kit do protocolo de medicações.

Houve ainda atendimento ambulatorial para a verificação de doenças crônicas; foi detectado que duas pacientes apresentavam alterações de pressão e glicemia e foram encaminhadas para atendimento especializado em Oiapoque.

O cacique da aldeia Uahá, Denilson Nunes, explicou que a principal preocupação da comunidade é com os idosos, que representam 20% da população do local.

“Recebemos mascaras e álcool em gel e temos que ter o hábito de utilizar já que a covid-19 chegou nas aldeias. Fico feliz que o Governo está dando esse apoio para os povos indígenas do Oiapoque”, disse.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) que está acompanhando a ação realizou a desinfecção da área de toda a aldeia para prevenir novos casos da doença.

Atenção aos indígenas

A ação é parte de um esforço feito pelo Estado para atender aos indígenas desde o início da pandemia. Nesse período, o Governo já garantiu remédios, desinfecção de aldeias, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), testagem, além de destinar quatro leitos do Centro Covid HU exclusivamente para estes povos.