27/04/2020 - 16:04h - 126

Com 58 leitos, 2º Centro de Atendimento Clínico Covid-19 começa a funcionar e já vai receber 10 pacientes

Localizado na zona norte, Centro tem 44 leitos clínicos, 4 de tratamento semi-intensivo e 10 UTIs.
Com 58 leitos, 2º Centro de Atendimento Clínico Covid-19 começa a funcionar e já vai receber 10 pacientes

Começa a funcionar nesta quinta-feira, 23, o Centro de Atendimento Clínico Covid-19 II, com 58 leitos montados pelo Governo do Amapá para os receber pacientes acometidos pelo coronavírus. A unidade foi adaptada para operar no prédio projetado para abrigar a Maternidade Bem Nascer, na Zona Norte de Macapá. O Centro é formado por 44 leitos clínicos, 4 de tratamento semi-intensivo e, ainda, 10 de Tratamento Intensivo (UTI) – que compõem uma retaguarda do Centro de Atendimento Clínico Covid-19 I, caso haja a necessidade. Estrutura O Centro de Atendimento Clínico Covid-19 II também foi estruturado com salas de repouso, vestiários e corredores de desinfecção pensados para minimizar os riscos de contágio dos profissionais de saúde que irão atuar no local. Familiares O governo também montou um espaço do lado de fora do hospital – outra medida de precaução – onde os familiares poderão receber boletins diários sobre o estado de saúde dos pacientes. Inspeção No início da manhã, o governador do Amapá, Waldez Góes, apresentou o novo complexo a representantes dos Ministérios Públicos Estadual e Federal. Ele informou, que ainda nesta quinta-feira, o Centro de Atendimento Clínico 2 deverá receber os 10 primeiros pacientes que necessitam de suporte clínico e supervisão médica e de enfermagem. Góes ressaltou que o Estado também teve a preocupação de destacar uma equipe multiprofissional que servirá de retaguarda para receber pacientes estáveis que necessitam desse acompanhamento. "A partir de hoje já estaremos acolhendo os primeiros pacientes que precisam de tratamento clínico da Covid-19, o que vai desafogar significativamente a demanda do Centro de Atendimento Intensivo [que funciona no Centro de Macapá], que agora fará exclusivamente o atendimento daqueles pacientes em estado grave", explicou o chefe do Executivo. Com a abertura do centro clínico, a ideia é que o Centro de Atendimento Intensivo Covid-19, localizado no complexo do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), no Centro de Macapá, receba apenas os pacientes que tenham o quadro agravado e precisem de suporte médico avançado. Além do Centro de Atendimento Intensivo Covid-19 e do Centro de Atendimento Clínico Covid-19 II, o Governo do Amapá já prepara a entrega de outras unidades similares nos municípios de Santana, com 18 leitos; e Oiapoque e Laranjal do Jari, cada um com quatro leitos.